sábado, 31 de março de 2012

Em Silêncio



Tenho andado em silêncio



Vagando num profundo mergulho no coração



Num profundo mergulho no espírito




Tenho andado em silêncio



Tentando entender que o Amor não se explica



Não se contem , não se domina




Tenho andado em silêncio



Para aprender a gritar que amo demais



E por tudo isso estou vivo






Tenho andado em silêncio



Pois nele me refugio das maledicências da vida



Sem perder o rumo na certeza da inação que gera a vitória






Tenho andado em silêncio



Sem deixar de escutar a voz daquele que clama ao pai no deserto



E por ele é escutado na razão da minha fé






Tenho andado em silêncio



E nele devo permanecer até que se cumpra



O que o verdadeiro AMOR tem pra nos trazer



A FELICIDADE PLENA.




























Nenhum comentário:

Postar um comentário