sábado, 22 de novembro de 2014

NEM LIVROS NEM ESTANTES ..LETRA MUSICA VOZ E VIOLÃO
































AINDA QUE FOSSE DIFERENTE 
NÃO HAVERIA COMO ESCONDER 
NEM LIVROS NEM ESTANTES DESTA VIDA
SOMADOS TODOS PODERIA TE CONTER 

AINDA QUE SÓ POR UM SEGUNDO 
OS PONTEIROS DO SOL FOSSEM PARAR 
E O GIRAR DO MUNDO DOS PLANETAS 
SE ESTAGNASSE EM TOCAR O TEU AMAR 

NADA SE COMPARARIA AO SONHAR EM TE FAZER FELIZ 
É COMO SE O CÉU TE TOCASSE AO SOM DE FLAUTA QUE VOCÊ SEMPRE QUIS 
NADA SE PÕE OU SE OPÕE AO  PRECÍPOU DO SER VOCÊ
É SE COMO O MUNDO PARASSE PRA EU GRITAR QUE ÉS O MEU BEM QUERER

AINDA ME PERCO EM  FULIGEM
DAS QUEIMADAS QUE A VIDA ME DEU 
MAIS DENTRE CIZAS RENASÇO 
PRA DIZER A VOCÊ QUEM SOU EU 

AINDA QUE O TEMPO PASSE 
O MEU NOME VOCÊ VAI OUVIR 
LONGE  GRITANDO EM COMPASSO 
QUE  ME PERCO E ME ACHO NO AQUI 


ESTA É A MINHA SEGUNDA CANÇÃO DE HOJE ESPERO QUE GOSTEM ...COM CARINHO E HUMILDEMENTE ...

PEDRO PUGLIESE

Nenhum comentário:

Postar um comentário