segunda-feira, 14 de maio de 2012

SONHO INVISÍVEL

Eu  nunca  pensei
Que ia  sentir  tanta falta
Da tua  presença tão viva


E não  imaginei
Que  sonhos não são  de  ontem
Pois estão  vivos  em  mim


Então os  sonhos  são  eternos
Não  mudam  nunca apesar  do  inverno
E o Coração  caixa  deles  todos é 
Pois  são  construções  Aladas do Amor


Amor  Alado de  quem  ainda  sente
O calor  do  seu  corpo  no  meu  está presente
E  do  fundo  uma  profunda  saudade que  não  mente
Sinto  meu  coração bater  dentro  do  seu


Percebo  você me  olhado 
 De  algum  lugar não  sei  onde
A qualquer  momento
 Não  sei  quando 


Achei que  ia  te  esquecer
Acabo  de  te  achar  e  
Em mim  me  perder
Só  assim  consigo te ver 
Só  assim e  agora  sei porque
Você é  meu  Sonho Invisível




Fim de  tarde  .... 14 de  maio  de  2012 ... Que  saudade !!!!!  Pedro Pugliese

Nenhum comentário:

Postar um comentário